O Canal de notícias da Webmotors

Últimas Notícia

Aceleramos o Lamborghini Huracan Evo de 639 cv

Lamborghini Huracan Evo é uma evolução excelente em termos de tecnologia do Huracan LP610-4; e anda muito!!!

  1. Home
  2. Notícias
  3. Aceleramos o Lamborghini Huracan Evo de 639 cv
Motoring
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Não seria ótimo se houvesse uma pílula mágica que pudesse lhe dar instantaneamente habilidades de direção semelhantes a Deus? Acontece que há tamanha panaceia, e vem na forma do novo Lamborghini Huracan Evo, que em breve substituirá o Huracan LP610-4, que existe desde 2014.

Agora, meros mortais são capazes de ter o ‘touro’ V10 dançando nos limites em suas mãos, e a pílula mágica para isso é a adição de software de 'lógica preditiva' – Huracan Evo é o primeiro Lambo a apresentar esse recurso –, que antecipa o que você está tentando fazer e já prepara a configuração do carro para atender o que está prestes a acontecer.

10
icon photo
Legenda: Modelo é mais domável que o Huracan LP610-4
Crédito: Divulgação

O Huracan Evo é um upgrade de ciclo médio em vez de um carro totalmente novo, mas a renovação foi inspirada no supercarro de nível básico da Lambo através do software preditivo, além da instalação do sistema de vetorização de torque, eixo traseiro que esterça e mesmo V10 melhorado, que se apresenta no hardcore Huracan Performante. Pode não ter o aeródromo ativo 'ALA' que aparece no Performante, mas a carroceria revisada do Evo é responsável por entregar sete vezes mais downforce que o Huracan LP610-4.

Nosso primeiro contato com o Huracan Evo é no Bahrain International Circuit, uma pista de 5.412km, que recebe uma das etapas do Mundial de Fórmula 1 desde 2004.

Seu layout ondulante e fluindo fornece um playground adequado para explorar todo o potencial do Lambo revitalizado, e a principal vantagem da presa é que o Evo é rápido, furioso e divertido – muito mais que seu antecessor. Os executivos da Lamborghini dizem que o carro está três segundos mais rápido na pista de testes de Nardo do que o LP610-4. E isso é muito!

 Lamborghini Huracan Evo tem 639 cv de potência
Legenda: Lamborghini Huracan Evo tem 639 cv de potência
Crédito: Divulgação

No entanto, mais do que o ritmo bruto, é a acessibilidade recém-descoberta do repertório dinâmico do carro que faz com que seja um prazer dirigir com raiva. Ele implora para você torcer o pescoço. Um dos principais contribuintes para isso é o LDVI (Lamborghini Dynamic Vehicle Integration) – um cérebro eletrônico que supervisiona todos os parâmetros da dinâmica eletrônica do veículo e usa a lógica ‘feed-forward’ para projetar a configuração de direção 50 vezes por segundo.

Usando informações de aceleradores e sensores de giroscópio que medem rolagem, guinada e inclinação (imagine um navio em alto mar que está sendo balançado de um lado para outro, quicando fora do curso e subindo e descendo, e você terá a ideia de quais são esses parâmetros), o LDVI estabelece preventivamente todos os padrões – vetorização de torque, eixo traseiro esterçante, controle de tração – para fazer você parecer um profissional.

Lamborghini Huracan Evo
icon photo
Legenda: Lamborghini Huracan Evo tem mais downforce
Crédito: Divulgação

A beleza é que faz você pensar que está fazendo tudo. Tudo acontece de forma tão transparente e invisível que você não tem consciência dos milhões de cálculos e compensações que estão ocorrendo a cada volta. Ajudas eletrônicas ao motorista costumavam ser um estraga festas, mas neste caso elas aumentam enormemente o fator diversão. Este pode ser um carro fortemente digitalizado, mas parece completamente analógico.

Mergulhou em uma curva ‘muito quente’? Sem problemas. O LDVI já percebeu isso e o torque individual dividido em cada roda, o controle de tração e o eixo traseiro esterçante ajudam a corrigir as coisas. Você ainda precisa fazer sua parte aplicando os ajustes de contra-esterço e aceleração/frenagem quando necessário, mas o refinamento eletrônico nos bastidores proporciona espaço respiratório adicional e maior sensação de segurança.

A adição do eixo traseiro esterçante elimina qualquer traço da pequena instabilidade que afligiu o Huracan LP610-4, e a dinâmica do Evo é ainda mais aguçada pelo encaixe das mesmas barras estabilizadoras endurecidas usadas no Performante. Dito isto, o Evo mantém molas mais suaves do que o último para torná-lo uma proposta mais amigável ao usuário em asfalto irregular.

 Lamborghini Huracan Evo tem acabamento exemplar
Legenda: Lamborghini Huracan Evo tem acabamento exemplar
Crédito: Divulgação

Os níveis de aderência são prodigiosos da borracha do Pirelli P-Zero Corsa (245/30 R20 na frente e 305/30 R20 na traseira), embora haja um pouco de escorregamento e deslizamento após algumas voltas fortes à medida que as temperaturas dos pneus começam a subir .

O V10 de 5,2 litros sempre foi uma ‘joia’ de motor, mas em sua última versão – com válvulas de entrada de titânio e um sistema de exaustão de fluxo livre que elimina os gases gastos através de um enorme par de tubos que exalam chamas – foi elevado para um plano ainda mais alto.

Saídas imponentes de 639 cv e 61,2 kgf.m contam em parte a história (assim como estatísticas de 0 a 100km/h em 2,9 segundos e 0 a 200km/h em 9 segundos), mas é o abandono alegre com o qual o V10 gira a 8.000 rpm que o separa dos ‘comuns’. Poucas máquinas atuam em seus negócios com esse drama auditivo de arrepiar os cabelos.

A Ferrari 488 oferece um wallop mais potente do que o Lambo, mas seu pico de torque turboalimentado (e o fato de que apenas as rodas traseiras estarem dirigindo) faz com que seja mais difícil administrá-la quando você está na borda irregular em volta de uma pista. A linearidade da entrega de potência do Huracan Evo e a resposta do acelerador afiada significam que é um carro muito mais fácil de lidar com os limites. Ele telegrafa suas intenções e é terrivelmente controlável.

 Lamborghini Huracan Evo
Legenda: Lamborghini Huracan Evo
Crédito: Divulgação

A transmissão de 7 velocidades do Lambo, de dupla embreagem, é rápida e à prova de erros, embora talvez uma fração do imediato do câmbio da Ferrari. A direção também não é tão texturizada no Huracan Evo como no 488. Mas estamos falando de detalhes mínimos.

Como antes, há modos de acionamento Strada, Sport e Corsa para selecionar, com o primeiro deles colocando os amortecedores, motor e transmissão em suas configurações mais relaxantes. A Sport e a Corsa endurecem tudo, mas a primeira é a mais divertida, pois proporciona a maior margem de manobra para o ‘vandalismo’ lateral, soltando a rede de segurança do controle de estabilidade. Este último é mais adequado para a precisão e decima em décimos de volta.

A grande mudança no interior é a instalação na consola central de uma nova tela táctil de 8,4 polegadas (com controles por gestos) que não só controla o infotainment, controle climático, etc., como também pode ser configurado opcionalmente com um sistema de telemetria de câmara dupla. Permite gravação e análise avançadas de telemetria. É uma ferramenta útil se você quiser melhorar suas habilidades na pista.

icon photo
Legenda: Lamborghini Huracan Evo tem atualização de meia vida do Huracan LP610-4
Crédito: Divulgação

O layout da cabine do Huracan pode agora ter cinco anos, mas envelhece graciosamente e é refrescado por meio de novos pacotes de acabamento, com um número quase infinito de permutações de personalização por meio do programa AD Personam da Lamborghini. Se isso lhe agradar, você pode ter a cabine revestida com Carbon Forged Composites ou Pele de Carbono patenteada da Lamborghini.

Nós ainda temos que dirigir o Huracan Evo na estrada - o lançamento da mídia internacional foi uma extravagância só de pista - mas sabemos que com o tempo gasto no Huracan que é um carro relativamente fácil de se conviver no dia-a-dia. Entrada/saída não envolve nenhuma das acrobacias necessárias para o Aventador, há um amplo espaço interno, e os níveis de pilotagem/refinamento não são de forma alguma punitivos (eles ocasionalmente estão em seu irmão mais velho V12).

Visualmente, o Huracan Evo não é uma cópia maciça do LP610-4 que substitui, embora os olhos de águia entre vocês terão pego no novo divisor dianteiro e entradas de ar que canalizam o ar para baixo, sobre e ao redor do carro. Há também um novo design radiante aerodinâmico, enquanto o back out senta um enorme difusor que é possibilitado pelos tubos de escape que migram para cima. Mais acima está um spoiler ‘rabo de pato’ de dois canais que ajuda a manter a extremidade traseira colada ao asfalto em altas velocidades.

icon photo
Legenda: Lamborghini Huracan Evo
Crédito: Divulgação

Não há aero ativo no Huracan Evo (o chefe de P & D Maurizio Reggiani diz que será reservado para versões mais rápidas que virão mais tarde), mas o novato ainda é reivindicado ser seis vezes mais eficiente do que seu antecessor, bem como entregar 16% a mais de fluxo de resfriamento do motor.

O Huracan ainda parece afiado, considerando que a forma básica já existe há meia década, mas não estou totalmente convencido de que a versão mais recente seja mais atraente visualmente do que seu antecessor. Pessoalmente, acho a face frontal do LP610-4 um pouco mais limpa. Dito isto, eu tenho uma quedinha pelo spoiler de ‘rabo de pato’ usado pelo Evo. Porém, sinta-se livre para chegar a suas próprias conclusões.

Como um supercarro do tipo "faça tudo", todos os dias, o Huracan Evo pode se defender de praticamente qualquer outra coisa que esteja por aí. A nova agilidade e dinamismo que adquiriu através da magia de controle de chassi de alta tecnologia, e o novo V10 transformaram um carro já capaz em um grande ‘bólido’. Ele servirá bem ao touro bolonhês até que um novo substituto chegue em mais quatro anos.

Avaliação realizada pelo Motoring.com

VÍDEO RELACIONADO

Comentários