O Canal de notícias da Webmotors

Últimas Notícia

Parada segura: cuide bem do sistema de freios

Confira como fazer a manutenção correta e aprenda a verificar quando o sistema de frenagem precisa de uma revisão

  1. Home
  2. Graxa
  3. Parada segura: cuide bem do sistema de freios
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Os freios são essenciais para garantir o controle adequado de qualquer veículo. Também são considerados componentes de degaste natural, não cobertos por garantia de fábrica, e exigem toda a atenção no que se refere à manutenção preventiva. Basicamente, é necessário checar com regularidade as condições das pastilhas e lonas (no caso dos freios a tambor, geralmente instalados nas rodas traseiras e utilizados na maioria das motocicletas). Também fique atento ao estado dos discos.

Dafra Next300
icon photo
Legenda: Dicas de manutenção dos freios também valem para motocicletas, sejam eles a disco ou a tambor
Crédito: Doni Castilho/Infomoto

A rede de autosserviços DPaschoal recomenda fazer a verificação do sistema completo, incluindo pastilhas, discos, pinças, fluido, cilindro, cilindro-mestre, tambores, lonas, sapata e servofreio a cada 10 mil km, a fim de certificar-se que tudo está em boas condições e evitar sustos na hora que você mais precisa: a de parar o carro.

Pastilhas

Cada veículo traz no plano de manutenção, disponível no manual do proprietário, os intervalos previstos para verificação e troca das pastilhas, por exemplo - alguns modelos mais modernos e caros, inclusive, trazem sensores que detectam quando as pastilhas já apresentam espessura abaixo das especificações e precisam ser substituídas - em geral, a espessura mínima é de 3 mm. A Jaguar, por exemplo, recomenda verificar as pastilhas a cada 10 mil km rodados. Além de reduzirem a eficiência nas frenagens, pastilhas gastas também reduzem a vida útil dos discos.

Vale lembrar que a duração desse componente depende muito do estilo de condução - motoristas que frequentemente fazem frenagens bruscas, por exemplo, terão de fazer a troca mais cedo. O mesmo vale para as lonas, que, porém, sofrem menos desgaste por estarem, em geral, no eixo traseiro, menos exigido nas frenagens.

Discos

Enquanto as pastilhas e as lonas necessariamente precisam ser substituídas após o fim da sua vida útil, os discos, que também sofrem desgaste, podem ser reaproveitados, passando por retífica para nivelar sua superfície, removendo sulcos causados pelo atrito com as pastilhas. Porém, os discos também contam com uma espessura mínima, igualmente especificada no manual do veículo. Abaixo desse limite, e caso o disco esteja empenado, não tem jeito: chegou a hora de trocá-lo.

Fluido

O fluido de freio é responsável por transmitir a força aplicada no pedal para um sistema hidráulico e, com isso, promover o atrito das pastilhas contra os discos (e/ou das lonas contra os tambores), promovendo a frenagem. Assim como lonas e pastilhas, o fluido tem vida útil, pois com o tempo vai sendo contaminado por umidade e perdendo a sua eficiência. A DPaschoal recomenda substituí-lo uma vez por ano ou a cada 10 mil km rodados. Também verifique regularmente o nível do fluido no respectivo reservatório e cheque a existência de possíveis vazamentos. Evite completar o nível, para não contaminar o fluido novo com o antigo.

Sinais de desgaste/necessidade de manutenção

• Pedal de freio baixo

• Assovios quando o freio é acionado

• Alavanca de freio de mão está alta

• Vazamento nos cilindros e/ou nas tubulações do sistema de freios

• Luz do freio acesa no painel de instrumentos

• Nível do fluido para freio abaixo do ideal

• Trepidação no volante quando o freio é acionado

• Volante puxa para um dos lados ao frear

Fonte: DPaschoal

Comentários