O Canal de notícias da Webmotors

Últimas Notícia

Evite maus hábitos e faça a embreagem durar mais

Segurar o carro na subida, manter o pé apoiado no pedal e outras práticas reduzem a vida útil do componente

  1. Home
  2. Graxa
  3. Evite maus hábitos e faça a embreagem durar mais
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Responsável por conectar o câmbio ao motor para movimentar as rodas de veículos com transmissão manual, a embreagem é um conjunto de peças que se desgasta com o passar do tempo. A verificação dos componentes é indicada no manual do veículo, bem como os prazos previstos para manutenção, mas tem um fator determinante para a sua durabilidade: o motorista.

Alguns hábitos bastante comuns durante a condução podem reduzir consideravelmente a vida útil da embreagem, que apresenta sintomas quando uma ou mais peças - platô, disco e rolamento (ou atuador hidáulico) - já estão "pedindo água". Os sinais de que algo não vai bem são claros: patinação (falta de força) nas arrancadas, trepidação no pedal, dificuldade de engate das marchas, endurecimento no pedal e ruídos são alertas de desgaste.

Dependendo do veículo, a troca de todo o conjunto pode passar de R$ 1.000, ainda mais se for necessário trocar também o volante do motor, a peça que se conecta à embreagem. Para fazê-la durar mais tempo, apontamos alguns cuidados.

Arrancadas suaves

Ao sair com o veículo, module os pedais da embreagem e do acelerador com suavidade, de forma a não forçar os componentes. Faça o mesmo nas trocas de marcha, com o veículo já em movimento, obedecendo a rotação correta do motor.

Ao parar, coloque em ponto-morto

De acordo com a Rodobens, o pedal de embreagem deve ser acionado somente nas arrancadas e nas trocas de marcha. Portanto, ao parar o veículo no trânsito, como em um semáforo, por exemplo, não mantenha a embreagem acionada e a primeira marcha engatada - em vez disso, coloque o câmbio em ponto-morto e só engate a marcha na hora de arrancar o carro novamente. Isso evita desgaste do conjunto sem necessidade

Não mantenha o pé apoiado no pedal

Cuidados para prolongar a vida útil da embreagem
icon photo
Legenda: Usar o pedal da embreagem como apoio para o pé esquerdo força os componentes
Crédito: Divulgação

Muitos têm o costume de manter o pé esquerdo sempre apoiado no pedal da embreagem durante a condução do veículo. Mesmo movimentando pouco o pedal, isso é suficiente para desgastar os componentes e, com o tempo, você terá de trocar as peças de forma prematura. Após engatar a marcha, solte completamente o pé do pedal, recomenda a rede de autocentros Caçula de Pneus.

Evite 'segurar' o veículo em aclives

Outro mau hábito é usar a embreagem e o acelerador para manter o carro parado em uma subida. a Rodobens recomenda, ao parar o carro em uma subida, acionar o freio de mão (também conhecido como freio de estacionamento) antes de arrancar. Essa tática preserva o disco da embreagem e, ainda por cima, ajuda a economizar combustível.

Respeite os limites de peso

Carro sobrecarregado, transportando uma massa maior que o máximo indicado no manual do veículo, força uma série de componentes, dentre eles o conjunto de embreagem. Ou seja, ao modular o pedal, especialmente em arrancadas, os componentes têm de lidar com um peso maior que aquele para o qual eles foram projetados. Sobrecarga também reduz a vida útil das suspensões, acelerando o desgaste de itens como buchas e amortecedores.

Comentários